Os pais sempre decidem qual forma desejam criar e educarem seus filhos. Nem todas as famílias são iguais e é preciso respeitar a criação de cada um. Mas vamos concordar, nem sempre estamos de acordo com o que os pais fazem e por diversas vezes achamos alguns irresponsáveis ou até mesmo imprudentes.  Onde muitas vezes a Assistência Social acaba entrando no meio e afastando algumas famílias por mal tratos ou por não terem condições.

A seguir, você irá ver um vídeo que no começo certamente você sentirá raiva e não irá entender como um pai pode fazer isso com seu bebê. Mas, algo irá te surpreender com este pequeno que irá mostrar que não está para brincadeira.

 

 

Da pra ver que este bebê realmente sabe o que está fazendo e parece gostar muito de nadar. É raro ver crianças tão pequenas se virando sozinhas, mas muitas famílias optam por isso, já que muitas crianças acabam morrendo afogadas por caírem na piscina sem ninguém ver.

Esta criança do vídeo certamente está segura e por mais que esteja pulando sozinha os pais sabem muito bem o que estão fazendo.

Natação para bebês

A natação para bebês é recomendada para bebês a partir dos 6 meses de idade, pois aos 6 meses o bebê já tomou a maioria das vacinas, está mais desenvolvido e pronto para a atividade física e também porque antes desta idade a inflamação do ouvido é mais frequente.

No entanto, os pais devem ir ao pediatra para ele avaliar se o bebê pode ir às aulas de natação, pois ele pode ter problemas respiratórios ou de pele que podem agravar com a natação.

Além disso, é importante os pais escolherem uma piscina que oferece boas condições para trocar e preparar o bebê para as aulas e verificarem se o cloro está com pH 7, neutro, e se a água está na temperatura ideal, que é entre 27 e 29ºC.

As 7 boas razões para colocar o bebê na natação são:

Melhora a coordenação motora do bebê; Estimula o apetite; Aumenta o vínculo afetivo entre os pais e o bebê; Previne algumas doenças respiratórias; Ajuda o bebê a engatinhar, sentar ou andar mais facilmente; Ajuda o bebê a dormir melhor; Ajuda na resistência respiratória e muscular do bebê.

Além disso, a piscina relaxa o bebê, pois a piscina lembra quando o bebê estava dentro da barriga da mãe.

 

O que você achou deste vídeo? Você teria coragem de deixar uma criança deste tamanho pular na piscina sozinho? Comente aqui sua opinião.