Muitas pessoas com o passar dos anos e tantos acontecimentos cruéis, foram perdendo a fé e esperança na humanidade. Mas temos uma história, que vai fazer com que você repense em tudo e se torne uma pessoa melhor. A bondade ainda existe, porém é preciso vir de todos para que possamos mudar o mundo. A seguir você vai ver como um menino salvou a vida de um animal, e com essa atitude acabou mudando a vida de várias pessoas.

 

O menino que enfrentou grandes perigos para salvar um veado

Conheça o respeito que este garoto tem pela natureza. Ele arriscou sua vida para socorrer um pobre animal indefeso, que sem a sua ajuda, com certeza não teria sobrevivido a este desastre.

Durante a temporada de chuva em Noakhali, Bangladesh, os rios aumentam de volume e a correnteza fica ainda mais forte. Seria loucura tentar nadar nos rios dessa região, por isso as pessoas ficaram assustadas quando viram que um garoto estava na água. O garoto se chama Belal. Ele viu um filhote de veado se afogando no rio e pulou para salva-lo sem hesitação. Ele segurou o pequeno animal acima da água com apenas um braço. O resto do seu corpo estava submerso. Todos estavam ansiosos para ver o menino, quando ele surgiu das águas. Aos poucos ele conseguia escapar da correnteza com o animal em segurança. Os dois estavam molhados, com frio e cansados mas vivos. Quem estava por ali e viu a situação se surpreendeu, e muitos achavam que o menino era louco por colocar sua vida em risco para salvar um animal. Já outros se comoveram com sua atitude. O veado caiu no chão de tanto tremer por quase acabar na pior, mas ele conseguiu se reerguer e tomar seu caminho para reencontrar sua família. O menino então saiu ileso e conseguiu salvar o animal.

Foto.

Nos dias de hoje, é muito raro ver uma notícia boa e ver que as pessoas ainda tem bom coração. Tomara que este menino possa ter ensinado algo para as pessoas que estavam no local e para você que leu essa história.

O que você achou da atitude desse menino? Se você estivesse no lugar dele, teria se arriscado tanto? Comente aqui sua opinião sobre a história.