Diversas vezes em nossos relacionamentos, enfrentamos momentos de frustração, decepção ou outros abalos. Nessas situações, é comum nos sentirmos inseguros e perdidos. A história de Claire Dalton ilustra bem essas situações.

Claire contou sua história de altos e baixos ao site Love What Matters. Ela foi criada em uma família cristã, sob fortes doutrinas baseadas nos laços familiares. O casamento era, para ela, um objetivo de vida. A jovem acreditava que um casamento feliz e eterno era tudo que ela precisava para ser feliz.

Foto: Claire Dalton

Quando se viu com uma aliança de noivado nos dedos, semanas antes de seu casamento, sentia que aquele objetivo de vida estava prestes a ser realizado. Porém algo sinalizava a ela que havia alguma coisa errada em seu relacionamento, mas seu noivo sempre afirmava que estava tudo em perfeitas condições. Ela acreditou e confiou nele.

Foto: Claire Dalton

Poucos dias antes do tão sonhado casamento, Claire pegou o celular de seu noivo para checar se uma loja estava aberta, já que o dela estava longe. Foi nesse momento que o que ela leu nas buscas do noivo a chocou. “Foi quando eu encontrei. Três palavras na barra de pesquisa que mudaram toda a minha visão. Três palavras que concluíram que ele estava procurando por pornografia possivelmente há apenas algumas horas”, ela conta.

Para uma jovem com fundamentos cristãos enraizados em sua criação, aquilo foi o fim para Claire. Ela pediu explicações ao noivo, que afirmou por horas que aquilo se tratava de pesquisas feitas pelo seu irmão, e não por ele. A mulher sabia que não passavam de mentiras.

Foto: Claire Dalton

Mais tarde, ela recebeu uma ligação do noivo, confessando ter sido ele o responsável pelas buscas. Ele afirmou ter um problema, como um vício. A vida da jovem desabou com aquelas palavras. Ela passou mal durante dias e dias.

“Os dias passavam no mundo de todos os outros, enquanto meu tempo parecia ter parado. O tempo para mim agora era medido por todos os diferentes tipos de agonia que eu estava sentindo. Parecia mudar com tanta frequência”, disse ela.

Depois de muito lutar contra toda a dor e decepção que sentia, Claire passou a ir atrás de sua saúde física e mental. Conheceu o conceito de “trauma da traição”, definido pela Dra. Jill Manning. Claire conta: “Considerando o fato de que há um nome clínico para isso, não acredito que o trauma da traição seja uma condição rara. Também não acredito que o número de pessoas afetadas seja pequeno em número. Infelizmente, o mundo em que vivemos está cheio de más influências, armadilhas que levam as pessoas a fazer escolhas erradas e, portanto, prejudicam as pessoas que os amam.”

Foto: Claire Dalton

A mulher chegou a acreditar que foi vítima das más influências mundanas aonde seu ex-noivo foi levado. Hoje, preserva a resiliência que criou depois de momentos turbulentos, acompanhada de tratamento médico. Nas palavras dela, “eu tive que chegar ao ponto em que deixei de me ver como uma vítima, e me vi como uma mulher de Deus com poder inato e capacidade de experimentar cura e integridade mais uma vez, que é exatamente o que eu pretendia fazer.”

Que história impressionante! Veja também:

Compartilhe com os amigos!