Um recente estudo promovido por equipe do centro londrino de pesquisa biomédica Francis Crick Institute e reafirmada pela ONG Cancer Research UK, expõe que dentre as principais razões para o consumo dos chamados vegetais crucíferos, um dos mais importantes é sua capacidade de impedir o desenvolvimento do câncer, principalmente o intestinal.

Essa descoberta só foi possível graças a estudos com camundongos e intestinos desenvolvidos em laboratório. Dra. Gitta Stockinger, responsável pela pesquisa no instituto, afirmou que sem a dieta, as células intestinais se dividiam descontroladamente: “Mesmo quando os camundongos já começaram a desenvolver tumores, a progressão diminuiu com a troca pela dieta adequada”.

Reprodução

O trabalho que foi publicado na revista Immunity explica como alguns dos compostos químicos contidos nesses vegetais – o repolho, brócolis, couve, por exemplo, que são abundantemente encontráveis em nosso país – podem ser vitais para uma saúde estável: a substância indole-3-carbinol, por exemplo, produzida durante a mastigação das verduras, altera o comportamento das células-tronco responsáveis pela regeneração do revestimento intestinal durante a digestão. É nessa renovação frequente do intestino que o desenvolvimento do câncer pode acontecer, já que seu tecido possui uma capacidade semelhante a da pele.

Guitta Stockinger / ReproduçãoOtimista devido a descoberta, a Dra. também disse à BBC que têm preferido vegetais às carnes e embora atualmente existam várias recomendações de dietas diferentes, acredita ser difícil determinar todos os benefícios e consequências de cada um. Já Tim Key, da ONG, afirmou: “Esse estudo demonstra que, além da fibra presente nos vegetais, como o brócolis e o repolho, o que auxilia na redução do desenvolvimento do câncer intestinal são as moléculas encontradas nesses vegetais. Estudos mais aprofundados ajudarão a descobrir a relação das moléculas vegetais com humanos, mas enquanto isso, já existem ótimos motivos para consumi-las”, conclui.

Getty Images

Fique atento aos sintomas da doença: o câncer de intestino pode se manifestar através de persistente sangue nas fezes, mudanças nos hábitos intestinais e desconforto abdominal, como inchaço e dor na barriga.

Se houver dúvida, recomendamos consultar um especialista.

Assista também:

Curtiu? Compartilhe com seus amigos!