Caravelas Portuguesas invadem Portugal. Veja o perigo e cuidados que deve ter:





As lindas cores da Physalia Physalis chamam a atenção principalmente das crianças, mas picada é extremamente dolorosa.

O IPMA já tinha avisado, no mês passado, para a presença de caravelas-portuguesas nas costas das ilhas açorianas, da Madeira e até mesmo em algumas zonas de Portugal Continental.

Porem nos últimos dias o mar que rodeia o arquipélago dos Açores foi invadido por milhares delas.

De acordo com a Autoridade Marítima Nacional (AMN), as pessoas devem evitar qualquer contacto com este organismo venenoso. E avisar as crianças do mesmo, pois são atraidas pelas suas cores vivas de roxo azul e rosa. Contudo, a picada deste organismo pluricelular, composto por quatro pólipos, ou zooides distintos, é extremamente dolorosa.

“A caravela-portuguesa, que tem o nome científico de ‘physalia physalis’ vive na superfície do mar graças ao seu flutuador cilíndrico, azul-arroxeado, cheio de gás. Os seus tentáculos, podem atingir uma média de 30 metros e o seu veneno é muito perigoso”.


referiu o AMN em comunicado, no início do mês de maio.

Sintomas de uma picada:

  • dor forte
  • sensação de queimadura
  • irritação
  • vermelhidão
  • inchaço
  • comichão
  • reacções alérgicas graves como:
  • falta de ar
  • palpitações
  • cãibras
  • náuseas
  • vómitos
  • febre
  • desmaios
  • convulsões
  • arritmias cardíacas
  • problemas respiratórios

Cuidados a ter:

Em caso de contacto, não deve coçar, esfregar, colocar água doce, álcool ou amónia, nem colocar ligaduras.

Deve lavar com soro fisiológico, retirar os tentáculos, aplicar vinagre na zona afetada e aplicar bandas quentes ou água quente para avaliar a dor.

Em caso de picada numa criança avise imediatamente um nadador salvador e chame assistência medica.

Partilhe este aviso a todos os seus conhecidos. Esta informação pode ajudar muitos.



Sahred From Source link Entertainment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *